Contacts

Angola

salesianasangola@gmail.com

+244 924704217  
+244 923928253

+244923928253

Catégorie : Ecologia Integral

FB_IMG_1697365684504
Ecologia Integral

Sensíveis aos apelos do Papa Francisco

14/10/2023, Luena:

Os alunos do Magistério do Centro Educativo Maria Auxiliadora , movidos pela sensibilidade e os apelos do Papa Francisco no novo documento sobre a crise climática Laudato Deum. Os alunos olhando as alterações climáticas e o aquecimento global do planeta; deram início no dia 04/10, dia de São Francisco de Assis à campanha de sensibilização para o cuidado do meio ambiente, com o embelezamento do jardim e a plantação de árvores na Instituição.

Cada jovem assumiu o compromisso de cuidar e regar a sua planta, eis alguns testemunhos dos mesmos jovens:

“A experiência do cuidado da nossa casa comum mudou a minha visão sobre o meio ambiente e ajudo-me a reflectir sobre a relação intrínseca do nosso corpo com a natureza e a necessidade de cuidar e amar as plantas por parte viva da criação”, Albertina Masseca Zage da 10ª Classe

“Senti-me profundamente tocado com a Encíclica do Papa Francisco Laudato Si’, trouxe um grande impacto na minha vida e dos meus colegas, ajudou-me a ter uma ideia clara sobre a degradação do meio ambiente e sobretudo a ecologia relacional com os idosos e as crianças, devemos-nos respeitar porque somos todos seres humanos”, Osvaldo Salvador Satchikumbu da 12ª Classe

20220907_101708.jpg
Ecologia Integral

Tempo da criação

Tempo de conversão ecológica, tempo de assumir com maior seriedade o nosso compromisso no cuidado da nossa CASA COMUM 

TEMPO DA CRIAÇÃO 2022

O Tempo da Criação é a celebração cristã anual para ouvir e atender juntos ao grito da Criação: a família ecumênica ao redor do mundo se une para rezar e proteger nossa casa comum, o Oikos de Deus. A “Celebração” deste Tempo começa em 1° de setembro, Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, e termina em 4 de outubro, Festa de São Francisco de Assis, o santo padroeiro da ecologia amado por muitas denominações cristãs. O tema deste ano é: Escute a voz da criação.

Durante a pandemia da COVID-19, muitos se familiarizaram com o conceito de ficarem silenciados em conversas. Muitas vozes são silenciadas no discurso público sobre as mudanças climáticas e a ética da manutenção da Terra.

          Estas são as vozes daqueles que sofrem os impactos da mudança climática. Estas são as vozes de pessoas que possuem sabedoria ancestral sobre como viver com gratidão dentro dos limites da terra. Estas são as vozes de uma diversidade cada vez menor de espécies para além da espécie humana. É a voz da Terra.

          O símbolo deste ano: a sarça ardente “Eu ouvi os seus clamores…Eu conheço seus sofrimentos… Vai, eu te envio! Eu os enviarei… eu estarei contigo.” (Ex 3: 1-12)

A sarça ardente é o símbolo do Tempo da Criação 2022. Hoje, a prevalência de incêndios não naturais é um sinal dos efeitos devastadores que as mudanças climáticas têm sobre os mais vulneráveis. A criação grita enquanto as florestas crepitam, os animais fogem e as pessoas são forçadas a migrar devido ao fogo da injustiça.

O fogo que chamou Moisés enquanto ele cuidava do rebanho no Monte Horeb, pelo contrário, não consumiu ou destruiu a sarça. Essa chama do Espírito revelou a presença de Deus. Esse fogo sagrado afirmou que Deus ouviu os gritos de todos os que sofreram, e prometeu estar conosco enquanto seguimos com fé até nossa libertação da injustiça.

          Neste Tempo da Criação, este símbolo do Espírito de Deus nos chama a ouvir a voz da criação.  Os indivíduos e comunidades são convidado a participar através de orações, projetos de sustentabilidade e mobilização:

Oração: Organize um momento de oração ecumênica que reúna todos os cristãos para cuidar de nossa casa comum, jornada conjunta na Criação ou em lugares afetados pela mudança climática e perda de biodiversidade, momentos litúrgicos para ouvir o Livro do Senhor e o Livro da Criação

Sustentabilidade: Conduza um evento de conscientização pública atingindo um público mais amplo com a boa nova de que cada um de nós pode trazer sua contribuição.

Mobilização: Levante sua voz para a justiça climática participando ou juntando-se a uma campanha em andamento, como o movimento de desinvestimento em combustíveis fósseis.

Ecologia Integral

52 Maneiras de cuidar da criação

Como bons cristãos e cidadãos do mundo, queremos cuidar do dom recebido de Deus, queremos administrar bem a herança que ficará para nossos descendentes. Propomos, em nível pessoal mas também familiar e comunitário, várias ideias que nos ajudam a concretizar as nossas boas intenções em ações semanais, sempre inspirados na Palavra de Deus e na encíclica Laudato Si’ do nosso Papa Francisco.
Claro, pode pensar em novas acções ou desenvolver outras variações do que é proposto aqui. O Espírito Santo nos dá sua criatividade para o bem comum! Aliás, não seria ruim começar cada semana com uma pequena invocação a Deus para que possamos realizar essas acções com alegria e dar bons frutos.

1. Comece aproximando-se da encíclica Laudato Si’

Se ainda não a leu, comece a conhecê-la aos poucos, ou releia e encontre novas nuances. Vá em frente e leia em grupo.

2. Participe de um Círculo Laudato Si’ ou comece um novo

Se já encontrou irmãos e irmãs que compartilham da sua sensibilidade e do chamado à conversão ecológica, entre em acção, organize um Círculo e convoque muitos outros membros de sua comunidade. Informe-se sobre os Círculos Laudato Si’

3. Aprofunde sua fm Animador Laudato

Se já participa do Movimento Laudato Si’ e quer ser um líder, um servo útil do Reino de Deus nesses assuntos, coloque suas habilidades em jogo fazendo um curso e oferecendo treinamento a muitas outras pessoas no seu ambiente. Quero ser Animador Laudato Si’!
4. Compre alimentos frescos em algum mercado próximo
Comece sua conversão todos os dias, em cada compra de alimentos, em cada refeição que fizer. Se você comprar alimentos frescos, da estação, terá uma alimentação mais saudável e evitará aditivos e armazenamento em geladeiras grandes. Se você comprar comida local, evitará transporte e embalagens caros e poluentes e também gerará emprego para seus conterrâneos.

5. Economize papel usando frente e verso

Cuide bem da floresta, não desperdice, recicle todo o papel que puder e imprima somente o necessário.

6. Organize uma campanha de limpeza e cuidado de espaços verdes públicos.

Para ter uma cidade mais acolhedora, você pode fazer atividades no seu bairro, em suas ruas, parques, terrenos abandonados ou margens de rios… Você pode pedir à prefeitura mais parques e áreas de pedestres sem carros em sua localidade. Tente criar uma horta comunitária Laudato Si’ e mantê-la. Veja o que fizeram no Capítulo da República Dominicana

7. Participe da Oração Mensal Global Laudato Si’.

Nosso ativismo não deve negligenciar a partilha da fé e da vida interior. Participe todos os meses da oração com pessoas de muitos outros países e culturas, que juntas rezam a Deus por sua Criação. Veja o último Encontro de Oração, conduzido pela equipe de fala hispânica

8. Limpe a casa, o colégio ou a paróquia com produtos ecológicos e biodegradáveis

Assim cuidamos da atmosfera e da nossa saúde evitando compostos químicos que degradam o ozônio, poluem o ar e causam danos ao nosso sistema respiratório.

9. Conserve as florestas tropicais

Conheça-as, ouça e apoie quem vive nelas, principalmente os indígenas. Evite o seu desmatamento (não consuma os produtos que o causam), trabalhe online com grupos que defendem as florestas, colabore também com as organizações eclesiais que lá vivem e atuam.
10. Compre só a roupa de que precisa
Procure também saber qual a origem de suas roupas para evitar o trabalho infantil em países distantes, a poluição das tinturas e muitos resíduos. Você também pode doar roupas feitas à mão ou em casa, aprender a costurar e consertar suas próprias roupas e não jogá-las fora quando tiverem algum problema, comprar roupas em lojas solidárias e de segunda mão. Evite roupas feitas de peles de animais, se puder.
11. Compartilhe seu veículo
Cuide da sua mobilidade para que os nossos movimentos não agridam a atmosfera (o CO2 está na concentração de 417ppm e deveria estar em 350ppm). Experimente com seus colegas criar turnos de viagem e meios de transporte que reduzam o uso de veículos com um único viajante.
12. Comece a tomar banho no tempo que dura a sua música favorita
Seja criativo para que economizar água não seja uma coisa chata, mas sim um jogo solidário. Convide seus amigos ou filhos para participarem de desafios como este.
13. Economize eletricidade em casa
Cuide dos seus hábitos de consumo, mas também tente ir mais longe, gerando energia no seu telhado ou terreno e contratando apenas empresas de energia renovável sempre que possível.
14. Cultive uma árvore
Pode ser na sua varanda, escola ou paróquia. Conheça o seu ciclo de vida. E depois plante com as crianças: organize o Dia da Árvore e continue ao longo do ano visitando a plantação, regando e conservando, dando amor a cada planta. Aprenda sobre cuidados regulares e de longa duração com as plantas. Escute música para uma ecologia integral
15. Use mais o transporte público
Pressione por políticas públicas para que o transporte seja sustentável e gratuito e atenda bem as periferias da cidade. Você também pode escrever uma carta para a imprensa ou iniciar um debate entre vizinhos.
16. Economize a água do vaso sanitário
Use o botão pequeno da descarga dupla ou reduza o volume da caixa acoplada com objetos sólidos. Você também pode coletar e usar a água fria inicial do chuveiro para limpeza do vaso.
17. Valorize os bons funcionários e servidores públicos
Incentive-os, reconheça seu bom trabalho, sua vocação de serviço para o bem comum. Escreva na imprensa um agradecimento a todos aqueles que vemos que trabalham honestamente todos os dias em seu cargo para cuidar do que é de todos. Celebre a Eucaristia com eles na paróquia, crie um prêmio local que os incentive.
18. Tire da tomada todos os aparelhos elétricos que não usa durante a noite
Economize eletricidade desta forma e também utilizando racionalmente todos os aparelhos tecnológicos de que dispomos (também os que recarregam ou utilizam baterias, quase sempre muito poluentes).
19. Consuma mais produtos de agricultura e pecuária ecológica certificada
Aprenda a ler rótulos, conheça as variedades de produtos locais, compare os sabores e qualidades. Conheça alguns produtores da sua região e fale também sobre a conservação de sementes tradicionais. Você também pode cultivar alguns alimentos em uma horta urbana ou em sua própria varanda ou terreno.
20. Conheça a arquitetura bioclimática
Esse gênero de arquitetura tem por objetivo que os edifícios não desperdicem materiais ou energia desde a sua concepção e construção, e sejam saudáveis ​​para quem os habita. Proponha aos responsáveis ​​que os novos edifícios públicos e eclesiais sejam bioclimáticos (ou pelo menos economizem energia).
21. Assine uma petição para cuidar da criação 
A petição “Planeta saudável, pessoas saudáveis” é uma oportunidade de aderir a petições gerais online sobre temas específicos, cientes do poder da opinião pública sobre quem toma decisões que afetam o meio ambiente e os seus habitantes. Também podemos criar nossas pequenas campanhas locais. Assine e divulgue esta petição!
22. Ore pela paz mundial e comprometa-se com ela
Juntos, pedimos ao Senhor que nos torne artesãos da paz e que os gastos militares sejam reduzidos, para que essas forças e recursos possam ser dedicados à restauração de ecossistemas danificados e à geração de uma vida digna entre os mais pobres. Junte-se à Rede de Oração pelo Cuidado da Criação
23. Dialogue sobre os nossos hábitos alimentares
Nesta semana, converse com sua família, em vários almoços e jantares, sobre nossa alimentação, nossos hábitos, vícios e mudanças a fazer. Organize também um debate com os amigos e na paróquia. Por enquanto, tente substituir regularmente alguns pratos de carne por outros de vegetais.
24. Reduza os resíduos plásticos
Evite embalagens excessivas, sacolas plásticas e descartáveis ​​na hora de comprar; leve seu carrinho ou sacola para as compras. Evite sempre os plásticos que não são reciclados e vão para o mar. Não dê muitos brinquedos de plástico às crianças.
25. Esteja atento ao calendário
Nós, cristãos, temos nossas festas litúrgicas, mas também podemos participar de eventos globais favoráveis ​​à Criação, como o Dia da Terra (22 de abril), o Dia do Meio Ambiente (5 de junho), a Hora do Planeta etc, e divulgá-los. Junte-se a muitas outras pessoas de outras religiões em uma luta comum para salvar nosso planeta. Marque essas datas importantes no seu calendário e organize um gesto para esses dias na sua paróquia ou escola. Compartilhe o Calendário do Movimento Laudato Si’
26. Pedale pelo clima
Prepare sua bicicleta e ande pela cidade. Com a família, discuta esse assunto e escreva à prefeitura sobre as ciclovias necessárias. No trânsito, respeite os ciclistas e as normas de trânsito para evitar acidentes.
27. Cuide dos habitantes das zonas rurais
Para evitar o despovoamento das pequenas cidades, pense na escola e na Caritas da paróquia sobre como facilitar o estabelecimento de jovens e imigrantes fora das grandes cidades. Peça às autoridades para garantir boas estradas e comunicações nas aldeias e áreas montanhosas.
28. Evite as garrafas de água de plástico.
Beba água da torneira, certificando-se de que seu suprimento é potável em todas as casas da cidade, e leve consigo uma garrafa de água feita de metal. A água pública é geralmente boa e barata (e se não for assim, é necessário reivindicá-la) e com este bom hábito evitamos plásticos descartáveis.
29. Passeie pela natureza
Desfrute e contemple o que foi criado, o que é vivo, o que é de graça. Você pode descobrir uma área natural em seu território, ver como ela muda ao longo do ano e pensar em como ajudar a preservá-la. Faça seu passeio meditando com o Encontro Laudato Si’ do mês

30. Aproxime-se da Bíblia
E assim descubra o Deus Criador, o Deus que cuida de nós e nos sustenta, o Deus da vida. Tente ver quantas vezes o natural é citado nas Escrituras, o agrícola, os animais e plantas, as estrelas. Lembre-se disso na catequese ou nos momentos de oração, das citações que Jesus Cristo fez da vida rural (pastoreio, joio, pássaros e lírios…). Procure e conheça os salmos que falam da Criação. Os santos também escreveram muito: lembre-se com as crianças do Cântico das Criaturas de São Francisco de Assis. Veja como os papas e santos se preocuparam com as mudanças climáticas
31. Valorize a água limpa
Não desperdice água em casa: feche a torneira quando não estiver em uso (por exemplo, ao escovar os dentes, ensaboar-se, cozinhar), instale dispositivos para reduzir o fluxo e mantenha os canos sem vazamentos. Prepare uma excursão em grupo às nascentes que abastecem sua cidade, conheça o Ciclo Integral da Água.
32. Coma bons peixes
Procure em seu mercado comerciantes que vendam peixes sustentáveis ​​e certificados (melhor se não for pesca de arrasto); pergunte-lhes sobre a origem do que vendem (a rastreabilidade das pescas). Vá ao litoral e encontre os pescadores artesanais e seus apetrechos, ajude-os a manter o mar limpo. Organize um passeio até a praia, o farol ou o porto e deixe o local mais limpo do que o encontrou. Reze pelas pessoas que sofrem de fome em Madagascar
33. Compre eletrodomésticos eficientes e duráveis
Use os programas ecológicos de baixo consumo e use os eletrodomésticos somente na capacidade máxima. Você economiza mais água usando bem a máquina de lavar louça do que lavando à mão. A obsolescência programada é um truque dos maus comerciantes para que tenhamos que trocar os aparelhos de tempos em tempos, por isso escolha bem na hora de comprá-los.
34. Faça mais teletrabalho
Se o seu trabalho permitir, solicite à sua empresa a possibilidade de teletrabalhar em casa alguns dias da semana para evitar viagens poluentes e conciliar melhor seus horários com as necessidades familiares.
35. Use lâmpadas de baixo consumo
Todos os meses, mude as lâmpadas de um cômodo da casa para led. Aí você pode ajudar os vizinhos com isso e propor o mesmo na paróquia.
36. Colabore com os outros em redes fraternas
Conheça, debata e participe de preocupações comuns pela Ecologia Integral com outras pessoas talvez mais distantes dos seus ambientes eclesiais (ONGs, grupos ambientais e de consumidores, promotores dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável etc.). Veja o exemplo desta família de Honduras
37. Promova paróquias sustentáveis
Pesquise a energia geotérmica para seus edifícios eclesiais e conheça as novas tecnologias solares para telhados de escolas, paróquias e residências. Dioceses e congregações religiosas têm muitos metros quadrados de telhados ao sol que poderiam ser autossuficientes no uso de grande parte de sua energia elétrica, com certeza.
38. Viva mais ao ar livre
Crie alternativas saudáveis ​​de lazer para jovens e idosos, ao ar livre. Promova iniciativas de convivência nas cidades. Faça o teste: o que você sabe sobre energias limpas?
39. Recicle melhor
Separe melhor e recicle o lixo, ensine os vizinhos a fazer isso, cuide dos contêineres da sua rua e peça que sejam instalados se não houver. Exija das autoridades rigor com o descarte final. Também no campo pode-se aprender a fazer a compostagem do lixo orgânico e aproveitá-lo nas terras comuns mais degradadas (na cidade pode-se fazer compostagem comunitária no bairro e depois distribuir o adubo para os vasos de cada casa).
40. Caminhe
Para cuidar do ambiente e da saúde, caminhe para lugares não muito distantes, deixe o carro para o essencial. Nos edifícios, use mais a escada e menos o elevador. Faça sua caminhada escutando o podcast do Movimento Laudato Si’
41. Não peque desperdiçando comida
Evite o desperdício de alimentos com bons hábitos e compras inteligentes. À mesa, sirva-se apenas do que vai comer e coma o que for servido. Busque redes solidárias e aplicativos que ajudem a compartilhar o que sobra de cada dia; aprenda a usar as sobras com pratos criativos. Em todo caso, não compre mais do que o necessário e aproveite melhor a despensa.
42. Inove usando moda sustentável
Crie suas roupas artesanalmente, peça aos idosos que ensinem a tricotar ou outras técnicas. Comece um grupo de troca de roupas usadas com seus amigos. Dê preferência aos mercados paroquiais para roupas, móveis e utensílios domésticos. No tempo frio, use roupas mais quentes para diminuir o aquecimento de casa.
43. Elimine barreiras arquitetônicas
Conhecer as dificuldades das pessoas com deficiência é fácil quando caminha todas as semanas com uma delas. Convide-as para os Círculos Laudato Si’, para que contribuam com suas próprias capacidades e experiências de vida.
44. Melhore a educação para o consumo crítico
Também nas paróquias, aprenda a ser um consumidor consciencioso e solidário.  Ensine aos irmãos que as nossas decisões de compras diárias são muito importantes para o planeta.

45. Viva na luz
Para nós, a luz é Cristo, claro. Mas materialmente também devemos garantir uma boa iluminação: cuidar dos ritmos diários e procurar trabalhar nas horas de luz natural e descansar nas demais. Escreva para a administração local e melhore a iluminação pública para torná-la eficiente e sustentável. Preserve áreas naturais sem a poluição luminosa que nos impede de aproveitar as estrelas e a lua.
46. Viaje sem voar
Pense em como viajar de férias com os amigos de uma forma mais sustentável (ir juntos de trem em vez de avião ou navio de cruzeiro, que poluem muito). Viaje devagar, descubra a proximidade e sabedoria do nosso povo.
47. Faça uma educação ambiental a partir do Evangelho
Na catequese, tenha compaixão por todos os seres vivos e compartilhe os bens da Criação, viva no louvor do que é criado. Cuide da biodiversidade, das árvores, dos insetos e dos pássaros (coloque ninhos para eles). Descubra o que é conversão ecológica
48. Promova a moradia digna
Proteja as famílias e dê a cada família um primeiro lar digno, e depois aumente a conscientização sobre o cuidado da Casa Comum que é o lar de todos.
49. Reduza sua “pegada hídrica”
Coma menos carne, pois é necessário usar muita água para produzi-la. Regue suas plantas com água usada ou chuva coletada anteriormente. Comprometa-se com grupos de cooperação internacional para que todos tenham água potável e um bom saneamento. Calcule sua pegada hídrica
50. Seja um cidadão participativo e consciente
Interesse-se mais pela política ambiental local, proponha mudanças e promova iniciativas criativas. Dê voz aos jovens e pessoas com deficiência, resgate a sabedoria dos idosos na gestão doméstica. Veja este exemplo de um Animador Laudato Si’
51. Viva a Laudato Si’ a fundo
Participe todos os anos do Tempo da Criação e promova a Plataforma de Ação Laudato Si’.  Descubra a Plataforma de Ação Laudato Si’
52. Celebre a Eucaristia com alegria
Cristo vive e quer que todos vivam plenamente; existe algo mais ecológico e amoroso?
Fontes: 
Plataforma Laudato Si
Dicasterio para o Desenvolvimento humano 
Pedro Jiménez
Pedro Jiménez é consultor espiritual para o Movimento Laudato Si’. É presbítero e biólogo, natural de Navarra, membro das comunidades Adsis, chamado a ser cristão e ecologista desde a infância. Viveu na América Latina, Itália e Espanha, exercendo com paixão seu compromisso com o Reino de Deus junto aos jovens, aos pobres e ao meio ambiente.

Ecologia Integral

Louvado sejas Meu Senhor

 BENGUELA

Promessa do grupo “Meio ambiente”do Complexo Escolar Laura Vicuña e do Instituto Médio de Hotelaria e Turismo 

Também os professores que fazem parte da Pastoral Escolar fizeram o compromisso com o Meio ambiente

O turno da manhã da iniciação até a 4° classe e o turno da tarde da 5 até 9 classes 

Foram escolhidos um rapaz e uma menina de cada sala.

Nesta iniciativa ecológica foram envolvidos todos os membros da Comunidade Educativa Laura Vicuña de Benguela 

 

Ecologia Integral

Plataforma de Acção Laudato Si

Visão geral dos Objetivos Laudato Si’ e acções

Os Planos Laudato Si’ ajudam a sua instituição, comunidade, ou família a discernir e implementar sua resposta à Laudato Si’.

Cachoeira do Sumbe – Cuanza Sul
 A crise ecológica “é um apelo a uma profunda conversão interior,” uma reavaliação das nossas relações com o Criador, com a criação e com nossas irmãs e irmãos. (LS 217) Esse processo de conversão é algo que ocorre ao longo de diversos meses e até anos, conforme o Espírito Santo nos chama cada vez mais à profunda riqueza de espírito. 

Em nossa resposta a essa conversão, percebemos que “viver a vocação de guardiões da obra de Deus…[é] parte essencial duma existência virtuosa.” (LS 217). A ação é necessária.

Os Objetivos Laudato Si’ guiam as nossas ações. Eles redefinem e reconstroem a nossa relação uns com os outros e com a nossa casa comum. Sua abordagem holística leva em conta os limites planetários de todos os sistemas socioeconômicos e as raízes humanas da crise ecológica. Estes objetivos nos chamam a uma revolução espiritual e cultural para alcançar a ecologia integral.

A Resposta ao Clamor da Terra 

é um chamado a proteger nossa casa comum para o bem de todos, à medida que abordamos equitativamente a crise climática, a perda de biodiversidade e a sustentabilidade ecológica. Uma proposta para progredir em direção a essa meta inclui as seguintes ações (a proposta será finalizada nos próximos meses).

     Proteger o clima instalando painéis solares, isolando edifícios, comprando créditos de energia renovável quando disponível e instalando fogões ou eletrodomésticos mais sustentáveis ou eficientes

     Proteger a biodiversidade plantando árvores nativas, plantando jardins nativos, removendo espécies invasoras, praticando agricultura regenerativa e protegendo polinizadores

     Proteger os corpos d’água e a terra garantindo o uso sensato de fertilizantes, instituindo irrigação por gota e outros modelos de irrigação conservadores, plantando amortecedores de cursos d’água, evitando a instalação de superfícies impermeáveis ao redor de edifícios, instituindo a remoção regular de lixo e campanhas de prevenção, e buscando esquemas de conservação

A Resposta ao Clamor dos Pobres 

é um chamado a promover a eco-justiça, conscientes de que somos chamados a defender a vida humana desde a concepção até a morte, e todas as formas de vida na Terra. Uma proposta para progredir em direção a essa meta inclui as seguintes ações (a proposta será finalizada nos próximos meses).

     Proteger todas as vidas através de eventos educacionais

     Oferecer serviços WASH (água, saneamento, higiene) garantindo o acesso à água potável, treinando membros da comunidade em práticas de higiene e garantindo que diversos membros da comunidade planejem projetos WASH

     Promover e proteger as lideranças indígenas garantindo que as comunidades indígenas tenham o direito às suas terras e elevando a liderança indígena

     Dar acesso à terra e ao ar limpo garantindo que os membros da comunidade tenham acesso gratuito a espaços verdes e que os espaços infantis sejam livres de poluição atmosférica

     Crescer em solidariedade com as pessoas mais vulneráveis fazendo uma auditoria dos desafios da comunidade, oferecendo programas para atender às necessidades básicas e programas para resolver os sistemas falidos

     Compartilhar recursos e sabedoria aprendendo com os mais velhos, compartilhar os recursos sociais, e realizando ações que envolvam a comunidade inteira

A Economia Ecológica

reconhece que a economia é um subsistema da sociedade humana, que por sua vez se encontra inserida na biosfera – nossa casa comum. Uma proposta para progredir em direção a essa meta inclui as seguintes ações (a proposta será finalizada nos próximos meses).

     Construir e apoiar a economia circular lançando comunidades de troca e comprando de de varejistas que usam materiais reciclados

     Garantir que os investimentos financeiros são éticos e sustentáveis desinvestindo em combustíveis fósseis, investindo em empreendimentos com responsabilidade social, e escolhendo empresas bancárias e companhias de seguros éticas

     Praticar compras justas e sustentáveis apoiando negócios éticos, adotando uma “abordagem de custo total de propriedade” para as compras, fazendo uma lista de compras sustentável e comprando de varejistas locais

     Garantir a dignidade dos trabalhadores apoiando bons empregos com salários e benefícios dignos, apoiando práticas de gestão cooperativa, apoiando aqueles que realizam “trabalho de cuidado” e comprando de cooperativas e outras empresas éticas

     Participar da economia da dádiva ensinando os valores da economia da dádiva

A Adoção de Estilos de Vida Sustentáveis

se baseia na ideia de suficiência e de promover a sobriedade no uso dos recursos e de energia. Uma proposta para progredir em direção a essa meta inclui as seguintes ações (a proposta será finalizada nos próximos meses).

     Melhorar a sustentabilidade em edifícios instalando iluminação mais limpa ou mais eficiente, reduzindo o uso de aquecimento e ar condicionado e instalando torneiras de baixo fluxo

     Melhorar a sustentabilidade no transporte aumentando o uso de veículos elétricos ou bicicletas e substituindo viagens aéreas e automobilísticas

     Melhorar a sustentabilidade nas alimentações reduzindo o desperdício de alimentos antes e depois do mercado, fazendo compostagem, comprando alimentos de produtores locais quando possível e fazendo a transição de refeições à base de carne para refeições à base de plantas

     Melhorar a sustentabilidade nas compras do consumidor, eliminando o uso de plástico descartável e isopor, reciclando corretamente o máximo possível e reduzindo a compra de novos bens de consumo

A Educação Ecológica

trata de repensar e redefinir a reforma curricular e institucional no espírito da ecologia integral para cultivar a conscientização ecológica e ação transformadora.  Uma proposta para progredir em direção a essa meta inclui as seguintes ações (a proposta será finalizada nos próximos meses).

     Desenvolver oportunidade de aprendizagem da Laudato Si’ implementando um plano educacional da Laudato Si’ e garantindo que os membros da comunidade estejam familiarizados com o ecossistema local, a ciência e as dimensões sociais da crise ecológica e as virtudes ecológicas

     Garantir que a educação seja liderada pela comunidade, criando maneiras para os educadores experimentarem conversões ecológicas, criando oportunidades para eventos liderados por jovens e desenvolvendo mecanismos para reconhecer publicamente os jovens por sua liderança

     Integrar os temas da Laudato Si’ nas comunicações da comunidade destacando-os regularmente em boletins informativos/notícias e nas redes sociais e incentivando os membros da comunidade a desenvolver Planos Laudato Si’

     Oferecer acesso equitativo à educação, garantindo que grupos subrepresentados sejam educados, moldando programas de educação com uma ampla variedade de pessoas, oferecendo formas culturalmente apropriadas e/ou alternativas de educação e garantindo que a educação promova os direitos humanos e a dignidade

A Espiritualidade Ecológica

recupera a visão religiosa da criação de Deus e encoraja um maior contato com o mundo natural no espírito de maravilhamento, louvor, alegria e gratidão. Uma proposta para progredir em direção a essa meta inclui as seguintes ações (a proposta será finalizada nos próximos meses).

     Celebrar o Tempo da Criação organizando um evento do Tempo da Criação com outra comunidade, rezando publicamente por nossa redenção social e ecológica durante esse tempo, desenvolvendo uma prática anual do Tempo da Criação e publicando declarações anuais de apoio ao Tempo da Criação

     Incentivar a reflexão da comunidade sobre os temas da Laudato Si’, fazendo com que a liderança da comunidade fale sobre eles, incluindo-os na celebração dos momentos litúrgicos e disponibilizando guias de estudo e oração

     Rezar na natureza abençoando um espaço natural como área de reflexão/ meditação e rezando regularmente nesse local, organizando um momento de oração ao ar livre e criando um diário de oração, quadro de avisos ou outra forma de registrar e compartilhar orações feitas na natureza

O Envolvimento da Comunidade e Ação Participativa

encoraja o desenvolvimento de culturas e políticas que protejam nossa casa e todos que partilham dela.  Uma proposta para progredir em direção a essa meta inclui as seguintes ações (a proposta será finalizada nos próximos meses).

     Defender as causas sociais e ecológicas, identificando um foco de políticas sociais/ambientais, organizando eventos comunitários públicos e/ou privados com funcionários para discutir questões de mobilização, mantendo uma revisão regular das políticas e compartilhando atualizações com a comunidade, e fazendo com que uma liderança comunitária realize declarações públicas sobre questões de direitos

     Envolver o público em geral organizando eventos sociais/ecológicos, explorando enquanto grupo o ecossistema local com frequência e escrevendo para jornais locais ou comentando notícias locais relacionadas aos temas da Laudato Si’

     Desenvolver uma resposta social aos desafios compartilhados, colaborando com as lideranças para identificar maneiras como a Igreja pode apoiar seus programas sociais/ecológicos e desenvolver uma coalizão comunitária para se preparar e responder às crises sociais emergentes

     Desenvolver resiliência por meio da análise das maneiras físicas, sociais e espirituais como sua comunidade pode ser afetada pela mudança climática e pela perda de biodiversidade e fazer um plano para se preparar com resiliência para essas mudanças, garantindo que os edifícios estejam preparados para mudanças de calor, intensidade de tempestade e aumento do nível do mar, e garantindo que os membros da comunidade possam viajar para outros locais em caso de emergência meteorológica

 

Ecologia Integral

NÓS PODEMOS! Cabinda – ANGOLA 🌳

 Design for change

A metodologia Design for Change sugere: que os jovens tenham confiança em si mesmos e percebam o que eles realmente são capazes de fazer, mudar o mundo.

A Comunidade das FMA e os jovens da Paróquia São José de Cabinda, durante a pandemia, aproveitaram para cuidar da Casa Comum, no terreno MBUCO BOSCO, realizando várias actividades de limpeza, arrumação, reciclagem, jardinagem, vedação, horta.




Ecologia Integral

Design for change – Benguela 🌳

 Comunidade Educativa Laura Vicuña- Benguela 

Os três Rs. Proposta Pastoral da nossa Visitadoria “Rainha da Paz”

A pandemia foi uma oportunidade para dedicar mais tempo no cuidado da nossa CASA COMUM, criando as condições para a realização de várias actividades: formação de directivos e professores, plantação de árvores, jardinagem, laboratórios de reciclagem, horta. As actividades foram realizadas a partir do mês de Fevereiro junto com todos os membros da Comunidade Educativa.

Ecologia Integral

Contemplando a beleza da criação

Aproveitamos o dia quatro de Abril, feriado nacional ‘Dia da Reconciliação e da Paz’ para um passeio junto aos missionários/as presentes na Diocese de Cabinda. Embora estejamos em tempo de chuva e conscientes da situação das estradas decidimos encarar tal aventura.As estradas realmente estavam precárias, mas superamos a situação até chegar ao objetivo preconizado. 

Embora estejamos em tempo de chuva e conscientes da situação das estradas decidimos encarar tal aventura.

Tivemos assim a possibilidade de contemplar as belezas naturais da Floresta do Maiombe, grande ‘pulmão de África’